Início

Cãotinho do Labrador Retriever

Um espaço de todos e para todos

A importância do exercício

A maioria dos cães que hoje são animais de estimação foram criados para trabalhar para os humanos, e muitas das suas ocupações eram verdadeiramente desgastantes. Eram verdadeiros atletas e tinham que trabalhar duramente, por vezes o dia inteiro. Pastores Australianos, Border Collies, Corgis e Old Englisb Sbeepdogs são cães pastores e ainda hoje ajudam a guardar os rebanhos e o gado. Todos os Retrievers, Pointers e Spaniels são cães de caça, incluindo os Labradores, GoIden Retrievers, German Shortbaired Pointers e Brittanies. Existem cães criados para perseguir e capturar as presas, como os lrish Wo!fhounds e os Whippets, e cães especialmente aptos para farejar o rasto da presa, como os Perdigueiros e os Beagles.


Os Cães de Montanha de Berna, os Terra-nova e os Rottweilers eram animais de tracção, tal como os cavalos. Os Mastins, os Rottweikrs e os Grand Danois vigiavam os terrenos dos donos e protegiam-nos de intrusos e predadores. As tarefas que os cães têm desempenhado desde sempre são tão variadas como as próprias raças.


Quando os cães são mantidos como animais de estimação, estes instintos são frequentemente desaproveitados e, muitas vezes, a frustração, o ócio e a falta de exercício podem causar problemas de comportamento. O seu Border Collie pode decidir começar a reunir o seu -rebanho" de gatos ou de crianças, tal como um Grand Danois pode começar a ladrar e a aterrorizar intrusos, sem se aperceber que eles são, de facto, os seus vizinhos.


Muitas dessas frustrações podem ser superadas. Em primeiro lugar, dê ao seu cão uma tarefa para fazer, como, por exemplo, ir buscar o jornal todas as manhãs. Ensine-o a apanhar e a arrumar os brinquedos dos seus filhos dentro de um caixote. Faça-o apanhar as toalhas molhadas da casa de banho e ensine-o a colocá-las no cesto da roupa suja. As tarefas estimulam o seu cão mentalmente e fazem-no sentir-se útil - estas são duas coisas fundamentais para ele.


Em segundo lugar, mantenha os exercícios de treino, para que o cão esteja activo física e mentalmente. Continue a ensinar-lhe coisas novas, incluindo uma variedade de habilidades (falarei deste assunto mais adiante).
Em terceiro lugar, assegure-se que ele faz exercício físico suficiente: um longo passeio, uma sessão vigorosa de corridas para apanhar: uma bola de ténis ou uma corrida atrás da sua bicicleta. O exercício deve ser apropriado à raça, idade e condição física do seu cão. Mas se o seu cão tem passado a vida a vegetar, comece devagar e ajude-o a recuperar a forma física gradualmente. Se não gosta de músculos doridos, saiba que o seu cão também não.


O exercício físico é bom para a mente e para o corpo do cão. Nós também aprendemos (e por vezes da maneira menos agradável) que o exercício físico é bom para nós; é a mesma coisa com os cães. Um cão em boa forma física terá menos problemas de obesidade, artrite e outros problemas relacionados com o excesso de peso.


 Como o Labrador é um cão robusto, necessita de exercício, sobretudo de exercício certo. Embora seja um cão forte e com muita resistência não é, contudo, um corredor. Só é adequado para exercícios de agilidade.


A razão para este facto é a seguinte: ele é demasiado pesado para executar exercícios de velocidade. Por isso, além de ser prejudicial à saúde, o seu cão não deverá correr, por exemplo, ao lado da bicicleta durante muitas horas.


Dado que o seu cão só desenvolve completamente o seu esqueleto e a sua musculatura ao completar os dois anos, torna-se absolutamente necessário que este não desenvolva esforços excessivos durante esse período.


Mesmo após o primeiro ano de vida, o seu corpo continua em desenvolvimento. Por isso, se gosta de fazer grandes passeios a pé ou de bicicleta, vá treinando devagar ao princípio.


Uma das proibições no exercício do Labrador é subir escadas. Isto não significa que ele não «possa» mesmo as subir, mas deve-se evitar ao máximo. Por exemplo, se você viver no 4º andar de um prédio, deve evitar que o seu cão tenha que andar constantemente a subir e a descer as escadas.


Não se esqueça que qualquer esforço excessivo pode afectar o seu cão para sempre, pois os seus músculos e tendões ainda não estão totalmente desenvolvidos.


No quadro a seguir está uma referência sobre a quantidade de exercício que o Labrador necessita. No entanto, se ao fazer a quantidade de exercício proposto no quadro verificar que ele fica constantemente cansado, deve parar imediatamente a rotina e reduzir o exercício.

Relacionados