Início

Cãotinho do Labrador Retriever

Um espaço de todos e para todos

Esqueleto e movimento

O cão é um caçador nato e combina a força com a elasticidade. O seu esqueleto robusto é excelente para o corpo do animal. Um crânio forte, com cavidades fundas e protectoras para os olhos e ouvidos, rodeia o cérebro. As pregas da membrana nasal estão ligadas a um osso delicado, alojado no interior do focinho. No pescoço e na coluna, as vértebras têm extensões às quais estão ligados músculos fortes.
Como não tem clavículas, as escápulas estão separadas do resto do esqueleto, o que permite grande flexibilidade na corrida. As costelas compridas formam uma caixa torácica que protege o coração, os pulmões e o fígado. As espáduas e as ancas servem de eixos que permitem que os membros se movam graciosa e correctamente. O sistema ósseo é unido por ligamentos resistentes, tendões elásticos e músculos fortes adaptados à resistência.

O esqueleto em funcionamento
O osso é tecido vivo que precisa de alimento constante. Este é fornecido pelos vasos sanguíneos que entram em cada veio através de um "forame de nutrientes". Se este abastecimento de sangue for interrompido, o osso morre. Nos cachorros há uma região de crescimento ósseo cartilaginosa. Estas regiões, profusamente abastecidas de sangue, são mais macias do que o osso maduro e mais propensas a danos.
Se o osso quebra, a sua superfície fibrosa produz novas células que cobrem a fractura. Uma vez cheia, a fractura é remodelada a partir de dentro.

Articulações e ligamentos
Os ossos estão unidos por articulações cartilaginosas que amortecem choques que poderiam provocar concussões no corpo do cão enquanto corre e salta. Cada articulação está rodeada por uma cápsula cheia de fluido lubrificante, a sinóvia. As articulações fixam os ossos uns aos outros de diversas formas, permitindo movimentos em direcções específicas, ao mesmo tempo que evitam movimentos excessivos que podem provocar ferimentos em partes delicadas da sua anatomia.


Músculos e movimento

 

 

O corpo do cão é resistente e forte e os cães saudáveis têm movimentos perfeitamente coordenados e porte gracioso. As patas dianteiras suportam cerca de 60% do peso do cão e as patas traseiras têm músculos fortes que provocam aceleração e mantêm a velocidade. Os músculos estão ligados ao esqueleto por tendões fibrosos e são abastecidos de oxigénio transportado pelo sangue.

 

Autor

Autor: 
Toda a Informação aqui contida foi retirada do "Manual Completo CÃO" do Dr. Bruce Fogle.

Relacionados