Início

Cãotinho do Labrador Retriever

Um espaço de todos e para todos

Grupo 3

Este grupo apresenta oito secções: cães nórdicos, cães nórdicos de caça, cães nórdicos de guarda e de pastoreio, spitz europeus, spitz asiáticos e raças semelhantes, cães de tipo primitivo, cães de caça tipo primitivo e cães de caça tipo primitivo com uma crista dorsal.

Têm uma constituição robusta e são acostumados desde sempre a fazer grandes esforços em condições climáticas adversas e a temperaturas glaciares, embora se tenham daptado ao nosso clima e latitude. São bastante apreciados pela beleza da sua pelagem e harmonia das suas normas. Estas raças foram "modeladas" pelo meio natural pois já contam com centenas de anos de existência.
Apesar de tudo, na Europa é muito recente, tendo-se introduzido no final do século XIX e início do século XX., coincidindo com as grandes explorações das regiões do Árctico e do Antárctico. Hoje são conhecidos como cães de trenó, pois foi neste trabalho, no transporte de pessoas e mercadorias, onde mais se destacaram. São exemplares belicosos e vivem preferencialmente em matilha, pois tem um sentido muito vincado de hierarquia. Acompanham há muitos séculos os povos esquimós e outras tribos nómadas
(nórdicas) que sem a ajuda destes cães não conseguiam sobreviver.
No seu meio natural cumpriram várias missões, como cães de trenó e de transporte de mercadorias; como cães pastor, eram responsáveis pelas manadas de renas na Lapónia; como cães caçadores, gostavam de perseguir o alce e, como cães de companhia, os Samoyedos viviam em tendas de campanha dos seus donos.
O Grande Norte deu à cinofilia as raças mais bonitas e completas. Talvez porque os esquimós acreditam que, depois da morte, os cães continuam a ajudá-las e a guiá-las e que mais tarde reencarnam em homens e mulheres.
Embora tenham sido substituídos por veículos motorizados, os esquimós continuam a utilizá-las, pois consideram que os cães são mais seguros que qualquer outra máquina. São cães que não espantam a caça, são muito silenciosos e quase nunca se perdem, pois encontram sempre o caminho mesmo nas piores condições ambientais.
As corridas de trenó, nasceram no Alaska no século passado; actualmente estão muito na moda e organizam-se no Canadá, nos Estados Unidos, em França, na Suíça, em vários países nórdicos e começam a ter uma grande aceitação na Península Ibérica.

Autor

Autor: 
Toda a informação aqui contida foi retirada do "Anuário Cães & Companhia 2002".

Relacionados