Início

Cãotinho do Labrador Retriever

Um espaço de todos e para todos

Grupo 5

São raças tipicamente inglesas. Existem em Inglaterra há milhares de anos, pois já os historiadores romanos deram-nos a conhecer esta raça, principalmente os cães de pequeno tamanho que os nativos utilizavam para a caça. Tinham o melhor tamanho para entrarem nas tocas dos animais, embora a sua pelagem não fosse suficientemente uniforme para serem seleccionados em concursos.
O seu nome provém do latim "terra", que faz a alusão à habilidade que têm em perseguir as suas presas até às madrigueiras debaixo da terra. Este trabalho tão duro e especializado marcou de uma forma definitiva a estrutura morfológica e o perfil destes cães. São pequenos e têm um pêlo muito forte que os protege dos obstáculos exteriores, como as pedras e a vegetação, assim como das mordidas das presas. O Terrier tem um comportamento que mistura uma certa ousadia e inteligência, características que lhes valeu o reconhecimento universal. Entre as várias raças que compõem este grupo, existem aquelas mais populares como o Fox Terrier ou o tão apreciado Yorshire Terrier, um animal que se encontra bem na moda nas nossas cidades. Ao contrário do que se passa nos outros grupos, nos Terriers não só é consentido a existência de um carácter mais violento, como é recomendável que tenham um carácter bastante forte. Este temperamento impetuoso muitas vezes faz com que fiquem assustadiços; não significa que seja um acto de cobardia até muito pelo contrário. Os terriers são cães muito hierárquicos e basta invadirmos o seu território para começarem a roncar e, de seguida, morder. O Terrier enfrenta sempre o seu inimigo. Encontram-se sempre alerta e observam-se nestes exemplares as características de coragem e espírito desportivo.
O grupo caracteriza-se pelo seu faro apurado; são excelentes cães de caça pois têm bastante facilidade em perseguir e localizar as peças de caça, demonstrando uma enorme coragem no confronto, já que normalmente estas, ao verem. I se encurraladas reagem com alguma agressividade. Algumas raças Terrier ladram mais e são mais comunicativas do que outras; regra geral a maioria dos Terrier tem muito que dizer e insistem muitas vezes em serem ouvidos pelos seus donos.

Secção 1 - Terriers de tamanho Grande e Médio
Procedemos à descrição de um exemplar que encabeça esta secção. O Airedale Terrier é o maior dos cães Terrier, pois até se costuma chamar o "Rei dos Terriers". A raça começou a desenvolver-se no século XIX na 6rã Bretanha e assim foi chamada por causa do rio Aire em Vorkshire. Surgiu do cruzamento de vários Terriers. Estes cães são nadadores muito rápidos e bastante ágeis e por essa razão são utilizados pela polícia e nas guerra com vista a encontrarem a soldados feridos e desaparecidos.
O Aireadle Terrier é um cão de companhia ti: excelente, sempre bem disposto e muito dedicado ao seu dono; no entanto, costuma estranhar as pessoas que não conhece. Tornam-se excelentes companheiros, principalmente com as crianças. Muito inteligente e fácil de treinar, é um cão resoluto na obediência. São enérgicos e devem ser exercitados diariamente. O Airedale mede aproximadamente 58,5 centímetros, cerca de 17 centímetros a mais do que os Terrier. O crânio é comprido e plano mas não muito amplo e com pouca definição. A sua pelagem é dura e risada. Precisa de preparação regular, incluindo alguns cuidados como a escovagem, pelo menos três vezes por semana. O pêlo deve cobrir o corpo de uma forma compacta.

Secção 2 - Terriers de tamanho Pequeno
Os Australian Terrier representam esta secção.
Nos finais do século XIX, os camponeses recém chegados à Austrália precisavam de um cão que os acompanhasse, que servisse para guardar as suas terras, as ovelhas, as minas de ouro, etc. Ao mesmo tempo, pretendiam um cão que lhes desse afecto e que fosse leal. É pequeno, robusto, mais comprido em proporção à altura. Herdaram dos seus antepassados a versatilidade no trabalho. O Terrier australiano movimenta-se livremente e tem uma expressão bem vincada e extremamente inteligente. A sua dedicação ao trabalho deve-se às proporções correctas do seu corpo, à simetria e balanço que também determinam o peso ideal. A cabeça é larga e forte e tem olhos pequenos, entre o castanho escuro e o preto (quanto mais escuro melhor). O corpo tem uma estrutura robusta com os costados bem soltos, mas não arredondados. O lombo é forte e remete para cima. O pêlo nas orelhas mantêm-se muito curto mas no pescoço deverá ter bastante. Um pêlo protector. Nesta secção, incluem-se outras raças também muito conhecidas como a Cairn Terrier, que é uma das raças britânicas mais antigas, originária da Escócia, extremamente inteligente e bons guardiões; a Cesky Terrier criada na República Checa reconhecida oficialmente pela Federação Cinológica Internacional em 1963; a Dandie Dinnmont Terrier produto da selecção de exemplares terrier de pêlo duro, originário de Cheviol, uma terra fronteiriça entre Inglaterra e a Escócia; a Terrier Japonesa, produto do cruzamento entre um Fox Terrier e um pequeno cão japonês que surgiu por volta de 1700; a Norfolk Terrier. uma raça cuja existência oficial é recente, uma raça inteligente e extremamente adaptável a crianças; a Norwich Terrier, uma variedade local de Terrier adequada para trabalhar em condições especiais da região de
East Anglian; a Scottisch Terrier sobre a qual já existem referências no século XV e XVI; a Sealyham Terrier, reconhecida oficialmente em 1911, sendo uma raça extremamente boa para a caça em matilha; a Skye. Terrier uma raça escocesa muito apreciada pela nobreza, mas muito trabalhadora especialmente na caça à raposa finalmente a West Highland White Terrier.

Secção 3 - Terriers do Tipo Bull
Fazem parte desta secção três raças reconhecidas pelo Clube Português de Canicultura: O American Staffordshire Terrier. o Bull Terrier. e o Staflordshire Bull Terrier.

Secção 4 - Terriers de Companhia
Secção constituída por três raças: Australian Silky Terrier, English Toy Terrier e a Yorkshire Terrier.

Autor

Autor: 
Toda a informação aqui contida foi retirada do "Anuário Cães & Companhia 2002".