Início

Cãotinho do Labrador Retriever

Um espaço de todos e para todos

Grupo 9

Este grupo apresenta onze secções: os Bichons e raças semelhantes, os Caniches, os Cães Belgas de tamanho pequeno, os Cães nus, os Cães do Tibete, os Chihuahua, os Spaniels ingleses de Kronforhlander e os Molossóides de tamanho pequeno.
Na sua vontade de adaptar-se a todas as nossas exigências, aquele lobo selvagem que caçava animais perigosos, não teve qualquer dúvida em converter-se num delicado brinquedo das nossas casas e num companheiro que oferece a sua amizade e consolo nas horas mais amargas de solidão. Ter um animal de companhia não é um fenómeno próprio dos países industriais, pois os antropólogos descobriram que até as tribos mais primitivas já tinham as suas mascotes. O cão é considerado a espécie mais numerosa a seguir à espécie humana. É o único animal que foi aceite na nossa forma de viver e convive em pequenos apartamentos, nas nossas cidades poluídas, onde quase não se respira, conservando sempre a sua personalidade sobre a qual nos gostamos de exercer a nossa autoridade.
As raças de luxo e de companhia desenvolveram-se especialmente na época moderna e são, numa larga maioria, pequenas, pois tem a facilidade de nos poderem acompanhar para todo o lado e sem restrições.
Os países asiáticos são o berço de muitos deles, como o lhasa Apso ou o Chow Chow.
O Chihuahua é sem dúvida o mais pequeno de todos os cães, visto que um exemplar adulto tem menos de um quilo. Procurou-se que os cães de companhia fossem sobretudo animais muito belos e cheios de encanto, como é o caso de um imaculado e maravilhoso Bichon Maltês, ou um atraente Shih-TzU, ou o próprio Caniche.

Autor

Autor: 
Toda a informação aqui contida foi retirada do "Anuário Cães & Companhia 2002".